domingo, 21 de março de 2010

Ao Ocluso Ser

Tenho flores nas mãos...
Tenho tudo que elas podem ter:
Espinhos e Pétalas.

Tenho flores nas mãos...
Tenho um corte na alma.
Crescem ai as flores rubras...

Tenho flores nas mãos...
Tenho uma tinta para uma tela!
Mas não tenho nada a desenhar...

Só tenho letras, cortes do ar,
Que desejam sair, quando quero não mais entrar...
Tenho flores, palavras e alguma canção...
Tanto tenho, tenho tanto.

Todo tato, tateia a alma...
Tanto tato, tanto canto...

Tenho flores, palavras e alguma canção...
Flores, tenho nas mãos...
Palavras, tenho na carne...
Canção, tenho na alma...

Um comentário:

Cristiane Lucia disse...

Belo, suave e profundo. Perfeito!!!!!!!!