domingo, 8 de agosto de 2010

Quereres

Quero
me perder no verso
da linha do teu olhar
pois me desenhas livre

Quero
me ver seguindo teus sinais
para trilhar o caminho
dos teus lábios

Quero
me encontrar perdida
no laberinto de teus passos

Quero
o doce tecer
das tuas palavras encarnadas

Quero
o desfazer
e a refazenda
das canções
que fazes
brotar
nesse peito
com o defeito

[o grave defeito]
[o de sentir emoção]

2 comentários:

ANA LÍGIA disse...

Amei este poema!!
Estava inspirada nesse dia, não foi??
Continue escrevendo assim que vais longe, longe, longe...
Ganha os céus amiga, falta pouco!!
Beijos gigantes!!
Ana Lígia

Eri disse...

Eita... Pessoa Linda!!
Suas palavras são doces!!

Beijos enormes